QUERO, SÊ LIMPO!!!

A lepra era um das doenças que mais desconforto proporcionava aos que dela eram acometidos. No livro de Levíticos, por exemplo, no capítulo 13, temos uma descrição do transtorno que a doença trazia ao doente. A palavra lepra deriva-se de uma raiz que significa “golpear” e refere-se a uma condição escamosa da pele ou de objetos inanimados ou a uma doença ocasionalmente bastante séria. Embora a palavra inclua a atual lepra, ou hanseníase, refere-se a muitos outros tipos de erupção cutânea. As pessoas que estivessem sob suspeição de haver contraído a lepra eram obrigadas a ficar em observação em isolamento. O leproso era cerimonialmente impuro, tinha que viver fora das cidades e, ao se aproximar de outras pessoas tinha de gritar “impuro”!!!

Por isso, dizemos que o fato de a lepra ser considerada um golpe de Deus, algo detestável, marcado por estigmas e preconceitos, sugere que pode ter servido como ilustração do pecado. Por isso, Davi, no salmo 51:7, clama ao Senhor: purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me e ficarei mais alvo que a neve”, lembrando ao ouvinte que o hissopo era uma planta utilizada, nos dias do Velho Testamento, para a purificação dos leprosos.

Pois bem, ouvinte amigo, embora ninguém ficasse perto dos leprosos e nem sequer tivesse cuidado com eles, tratando-lhes as feridas, Mateus nos apresenta uma ocasião em que Jesus não somente curou um leproso, mas tocou-lhe com a mão, antes de ministrar-lhe a cura. Ouça com bastante atenção a narrativa do evangelista, registrada nos versículos iniciais do capítulo 8: “Ora, descendo ele do monte, grandes multidões o seguiram. E eis que um leproso, tendo-se aproximado, adorou-o, dizendo: Senhor, se quiseres, podes purificar-me. E Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe dizendo: Quero, fica limpo! E imediatamente ele ficou limpo da sua lepra.”

Que experiência significativa aquele doente teve! O que estamos querendo enfatizar neste momento, meu amigo, é que o nosso Salvador e Senhor Jesus Cristo tem cuidado conosco, mesmo que a nossa vida tenha sido marcada por experiências tristes, pecaminosas, mesmo que tenhamos praticado ações que nos coloquem em situação de isolamento, de prisão. Sim, Jesus não se importa de nos tocar, seja qual for a nossa situação.

Para que isso aconteça, no entanto, é necessário que adotemos a mesma atitude daquele leproso que disse a Jesus que cria no poder que ele tinha de curá-lo, de transformar-lhe a vida: “E eis que um leproso, tendo-se aproximado, adorou-o dizendo: Senhor, se quiseres, podes purificar-me.” Que a nossa oração, diante de Jesus seja: Senhor, se quiseres, podes purificar-me: peço-te que o faças, amém.

Publicações Recentes

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil