COM GERSON BERZINS

1. Quando foi seu primeiro contato com Jesus Cristo? E quando foi a sua decisão por Jesus como seu salvador pessoal?


Nasci em família evangélica, e a Igreja sempre fez parte da minha vida. No entanto, tenho claramente o momento da minha decisão. Era um culto noturno, devia ter perto de 8 anos, e como de costume dormi o sermão todo; quando a igreja se levantou para cantar e o pastor fez o apelo, um só pensamento me encheu: eu tinha que ir lá na frente. Fui chorando e aquele hino até hoje mexe comigo: “eu venho como estou.”

 

2. E com a Escola Bíblica do Ar, quando e como foi seu primeiro contato?

 

Bem, como em qualquer Igreja Batista no meu tempo de criança, todo mundo sabia que Missões Nacionais significava pastor Davi Gomes. A gente o conhecia bem, mesmo nunca tendo-o visto pessoalmente. Já adolescente, aí tive o privilégio de ouvi-lo em conferências e conhecer seu ministério da EBAR e acompanhar sua ousadia com o projeto da Igreja da Esperança.

 

3. O irmão se recorda de alguma experiência curiosa do ministério do Pr. David Gomes?

 

Não lembro dos específicos, mas em um sermão, o pastor pediu que todos pegassem uma caneta e aí indicou uma palavra da Bíblia e disse: “risquem isso, pois a tradução aqui está errada. O correto é....” Que conhecimento, que coragem, que destemor.  Quando nossa filha nasceu, a apresentamos na PIB de Curitiba, igreja dos avós maternos e naquele domingo o pr. Davi pregava lá e fez a oração de consagração da Lorena. Jamais esquecemos. Depois, vivendo no Rio de Janeiro tivemos a alegria de desfrutar do convívio com a família do pastor, especialmente dona Haydée (esposa) e a Ana Maria (filha).

 

4.O irmão é autor de muitas séries de estudos bíblicos. Qual a série que mais o empolga até hoje?

 

Essa é difícil. Comecei a escrever por insistência da Ana Maria, para uso no programa de rádio da PIB do Rio de Janeiro. Cada série teve seu desafio específico, e no conjunto elas significam para mim o curso teológico que nunca frequentei. Todas me empolgaram, ainda que ao longo do tempo acho que fui melhorando, sendo mais objetivo. Para destacar uma, diria que foi a série sobre Doutrina de Deus, preparada em 2004. (http://www.acoluna.org.br/pibrj/estudospop.asp?id=428)

 

5. Com relação ao ministério da Escola Bíblica do Ar, o que o irmão gostaria de ver acontecendo?

 

Os frutos desse longo ministério são inquestionáveis e continuam repercutindo Brasil afora, embora hoje já são muitos os ministérios de ensino bíblico pela rádio. Penso que a EBAR deve usar mais e mais as mídias novas de internet e continuar a fazer-se ouvida a qualquer hora em qualquer lugar.

 

6. O irmão e esposa estiveram com a EBAR no Acampamento da Fé Monte Moriá. Qual a sua impressão sobre aquele local?

 

Penso que a EBAR deve usar mais intensamente essa instalação tão bem estrutura que possuem. Deveriam ter uma programação própria intensa, atingindo diversas faixas etárias e grupos específicos.

 

7. Agora uma pergunta indiscreta: o irmão tem alguma experiência que gostaria de compartilhar conosco sobre resposta de Deus a uma oração específica?

 

São tantas vezes que a gente ora intercedendo por específicos, que fica difícil destacar uma. Mas, dois temas que a vida toda estiveram na minha oração são vida profissional e vida familiar. As alegrias ininterruptas recebidas em todos os desafios que tive nesses campos são para mim o testemunho mais forte do cuidado divino conosco. Tenho muitas situações para relembrar com emoção de como o intransponível foi vencido. Olhando para traz, posso repetir com o salmista: “se o Senhor não estivesse do nosso lado....”

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes

11/11/2019

4/11/2019

21/10/2019

Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil