HAMARTIOLOGIA – DOUTRINA DO PECADO

“Pecado é qualquer coisa contrária ao caráter de Deus. É tudo aquilo que separa o homem de Deus”.

 

I – Origem do pecado:


O pecado foi achado em Satanás (Ez 28.15) e no homem originou-se no Éden.
Adão foi criado para cuidar de toda a criação de Deus. A mulher, para ser sua companheira, sua adjutora. Os dois, juntos, deveriam povoar a terra. O casal viveu sem pecado, na presença de Deus (Gn 2.15-25), por um período que não podemos precisar. Não havia obstáculo entre Deus e o homem.

Porém, consequência da desobediência ao conselho divino, cedendo à ação do tentador que os persuadiu a se rebelarem contra a autoridade de Deus (Gn 3.1-7), suas vidas bem como de toda a humanidade sofreram grandes transformações, distanciando-se de Deus e do plano inicial do Criador (Gn 3.8-10, Rm 5.12-19, Ec 7.29).


II – O pecado e a Humanidade:

 

Assim, por consequência, todos somos por natureza pecadores e inclinados à prática do mal. (natureza pecaminosa do homem) Gn 3.12, Sl 51.5, Sl 53.1-3, Rm 7.14-25, Ef 2.1-3.

O pecado é universal – Is 53.6, I Jo 1.10, Rm 3.10-12,23; 5.19, 8.22.
“Todos temos em nós a contaminação do pecado... mas pecamos ativamente quando chegamos à capacidade voluntária de pecar”.

Ao pecar, o homem rejeita a vontade de Deus em favor de sua própria vontade.
Todo o pecado é cometido contra Deus – Sl 51.4, Mt 6.15, Rm 8.7, e atinge também o próximo – Mt 6.14, 18.21-35, I Co 8.12.

O pecado pode ser deliberado (consciente, voluntário) ou por ignorância – Ef 4.18, de fraqueza ou presunção, de parcial ou inteira oposição à vontade de Deus – II Co 4.4, Rm 2.12. Todos, no entanto, são pecados, separam o homem de Deus e consequentemente carecem de perdão - Sl 19.12, Mt 12.31.
Pecado imputado: “toda a humanidade estava em Adão, participando e assumindo a consequente culpa” – Rm 5.12-19 , I Co 15.21-22.

 

III – Natureza do pecado:

 

Pecado é:
1. Rebelião – Rm 1.18-22.
1.1. Transgressão, violação da lei, não respeito ao limite entre o bem e o mal – Lv 5.15, I Sm 25.28, Rm 2.25.
1.2. Erro, desvio do plano de Deus para o homem – Lv 4.13, Lc 15.18-21.
1.3. Não submissão à vontade de Deus – Rm 1.18-32.
1.4. Iniquidade e perversidade –  Mt 7.23, Rm 4.7, I Jo 3.4.

2. Impureza (ausência de santidade). O pecado contamina o caráter do homem. “O pecador não arrependido e não perdoado vive num estado de pecado, que gera atos de pecado” – Gn 6.5, Gn 4.

3. É uma atitude de incredulidade – este é o gerador de todos os pecados. E a rejeição do plano salvador de Deus – Jo 16.8-9, 6.36, I Jo 5.10-12.

 

IV – Consequências do pecado:

 

1. Sobre a serpente – Gn 3.14.
2. Sobre Satanás – Gn 3.15 – Inimizade entre as hostes do mal e a descendência da mulher. Satanás ferirá a Cristo no calcanhar (ferida não fatal) e Cristo ferirá Satanás na cabeça (ferida fatal).
3. Sobre Eva e as mulheres – Gn 3.16 – Dor concepção e submissão ao marido
4. Sobre Adão e os homens – Gn 3.17-19 – Maldição sobre o solo, cansaço no trabalho.
5. Sobre a raça humana – Gn 3.20-24.
5.1. Quebra da comunhão com Deus – expulsão do Éden.
5.2. Culpa - é a condenação consequente ao pecado – Mt 10.15, Jo 19.11, Rm 2.12.
5.3. Punição - pode vir de várias formas. O homem em pecado está sujeito à disciplina de Deus – Hb 12.6, I Co 11.30, Lc 12.47-48, Gn 3.18, 3.22-24, “completa e final punição do pecado é a morte” e a condenação eterna – Rm 5.12-19, 6.21-23, 8.22, Gn 2.17, Ef 2.5, Tg 1.15.

Morte: física-separação entre corpo e alma. Desde Adão até nossos dias, apenas Enoque e Elias não experimentaram a morte física.

Morte: espiritual – separação eterna de Deus – Ez 18.20, I Jo 1.6-7.

 

V – O pecado e Jesus Cristo:

 

Separado de Deus, o homem depende da Sua graça para ser salvo – Rm 3.20,23, Gl 3.10-11, Ef 2.8-9, Rm 5.21.
Precisamos confessar nossos pecados e pedir perdão a Deus – I Jo 1.9, II Co 5.21.
Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus – Jo 1.29, que veio para esmagar a cabeça da serpente e derrotar o poder de Satanás. Jesus veio buscar o homem perdido – Lc 19.10, Mt 11.28-30, veio aliviar o sofrimento humano.
O homem ao aceitar a salvação de Jesus, recebe o perdão de Deus, sendo purificado de toda injustiça. Ocorre então o novo nascimento em Jesus Cristo, com consequente vida abundante na presença de Deus - I João 1.9, Rm 6.23, 5.17, II Co 5.17, Jo 10.10, Jo 6.47, 
I Co 15.54.
A redenção de Deus nos dá nova natureza (regeneração) e nova capacidade de servir a Cristo.

 

VI – O pecado e o crente:  - I Jo 1.8-10.

 

O crente pode se prevenir do pecado:
através da Palavra de Deus – Sl 119.11.
através da intercessão de Cristo – Jo 
- através da presença do Espírito Santo em sua vida – Jo 7.37-39.

Bibliografia:
Teologia Prática – vol. I – Pr. David Gomes
A Bíblia Responde – Pr. David Gomes

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes

11/11/2019

4/11/2019

21/10/2019

Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil