A ORAÇÃO – SENTIDO E SIGNIFICADO

Saudamos a todos com a graça e a paz do nosso Senhor Jesus Cristo.


Agradecemos ao Senhor este privilégio de compartilharmos o estudo de sua Palavra especificamente sobre o tema da oração.


No desenvolvimento deste estudo examinaremos vários textos da Bíblia com os quais aprenderemos sobre sentido, importância, objetivo, motivo e função da oração.


Sabemos orar? Se sabemos não é preciso estudar esse tema. Mas, se assim procedermos estaremos atestando nossa falta de humildade. Esta é uma das condições necessárias para o sucesso da oração.


Senhor ensina-nos a orar, como também João ensinou aos discípulos dele. Lc 11.1. Assim como um dos discípulos de Jesus lhe pediu que os ensinasse a orar, nós também devemos ter a mesma humildade dos discípulos e pedirmos a mesma coisa a Jesus durante esta série de estudos.


Orar ou oração, o que é? O verbo orar tem sua origem no latim oratio, orationis de onde se origina oratione e orare. No radical “or” da palavra encontramos o significado boca ou relativo à boca. Assim temos na língua portuguesa as palavras orar e oração. Estas palavras têm vários significados e sinônimos, porém no nosso estudo nos restringiremos ao sentido religioso. Neste sentido, que pressupõe comunicação com o Senhor Deus, encontramos para a palavra orar vários sinônimos. Destacamos o sinônimo rezar oriundo do infinitivo latino recitare, a qual costuma ser uma reza previamente estabelecida, repetida muitas vezes de forma mecânica, objetivando obter uma graça, o que deu origem às ladainhas.


Qual o objetivo e significado da oração? O objetivo e significado da oração é glorificar o nome do Senhor.


Nenhuma definição ou conceituação de oração consegue captar totalmente seu sentido e significado nem é suficiente para nos dar ideia da capacidade que nos provê. O motivo é que elas tentam abranger uma relação do Senhor Deus, o ser ilimitável, eterno, infinito, transcendente e imanente, com o ser humano. Os atributos divinos excedem a capacidade humana de entendimento e descrição. Para exemplificar citamos algumas: 


“Oração é um grande mistério, mas não é incompreensível nem inexplicável”. Watchmann Nee, Oremos, SP, Editora Vida, 2007, no Prefácio.
“A oração é um dever” Lc 18.1
“A oração é um ato subversivo realizado num mundo que constantemente questiona a fé”. Yancey, Philip, Oração faz alguma diferença? Editora Vida, SP, 2007, página 63.
“A oração é o processo dinâmico de comunicação entre o homem e Deus e vice versa com a mediação de Jesus” Jo 14.13, Ef 5.20. Hb 1.1-2
“Oração é a interação entre Deus e o homem”.
“A oração é a sublime arte: difícil, divina, penosa e agradável”. ¹
Num sentido mais profundo é a reação do ser humano de derramar a alma diante de Deus numa íntima comunhão.


Qual a base teológica da oração?


Deus além de criar, se comunicava com o homem. Gn capítulos 1 a 3. Antes do homem pecar Deus vinha ao encontro do homem. A ocorrência do pecado quebra a comunicação natural e inocente que havia entre eles. A promessa de Deus em Gn 3.15 é a esperança do homem para. reatar a comunicação com Ele.  Em Gn 4.26 vemos o registro lacônico dessa busca. “E a Sete também nasceu um filho; e chamou o seu nome Enos; então se começou a invocar o nome do Senhor”. Encontramos registros bíblicos da interação entre Deus e o homem em Gn 5.24, Enoque andou com Deus. Em Gn 6.13, 7.1 e 8.20, Deus fala a Noé, o justo e este presta culto de adoração ao mesmo Deus. Em Gn 12.7, Deus e Abraão interagem no pacto da promessa da terra aos seus descendentes.


A oração é o recurso que Deus criou para o homem se comunicar com Ele e incentivou o seu uso quando disse: “Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes”. Jr 33:3 A oração pressupõe a existência de Deus e que podemos nos comunicar com Ele. Esta afirmação exclui o deísmo segundo o qual Deus é o Senhor ausente ou que abandonou a sua criação deixando-a debaixo das leis naturais. Também descarta o panteísmo segundo o qual é concebido como um poder impessoal que permeia tudo inclusive a nós. A oração bíblica busca a comunhão pessoal com Deus e difere da meditação oriental que busca a integração na ciência cósmica.


A oração foi criada por Deus baseada nos seus atributos. A santidade é o atributo característico inseparável de Deus. Assim podemos dizer que na oração o Deus santo se encontra com o homem pecador. A oração é possível graças à bondade, amor, misericórdia, compaixão e perdão do Senhor. A transcendência e imanência Dele torna a oração sem restrição de lugar e assim podemos orar em todo lugar. A Sua imutabilidade faz com que a oração funcione em todo o tempo e suas promessas são verdadeiras. Ml 3.6 e Sl 102.26-27. A oração é poderosa por causa do poder de Deus que disse: “Agindo eu quem impedirá?”. Is 43.13.


Qual a importância da oração? Para os incrédulos a oração é uma loucura. 1Co 2.14. Mas, para os crentes é necessidade fundamental. Sabemos que dependemos de Deus, pois somos insuficientes para nos mantermos. Como crentes a oração é a ligação que mantém a nossa esperança. Oramos de diversas formas e há vários tipos de orações que iremos estudar na sequência dos estudos desta série.


O Senhor Deus deseja que cheguemos à presença Dele em oração. Agradeçamos este privilégio maravilhoso de apresentarmos nossa adoração, gratidão, louvor e petições.


Que Deus nos abençoe, em nome de Jesus, amém.

¹ A Prática da Oração, página 29, publicação da União Geral de Senhoras – Auxiliar à Convenção Batista Brasileira, Entzminger, W. E. 118 p., 1958, 5ª. Edição, Casa Publicadora Batista.
 

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes

11/11/2019

4/11/2019

21/10/2019

Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil