COM ESTHER RUTH GOMES SILVA

1.    Qual a primeira lembrança que você tem das comemorações natalinas?

São oito horas da noite. Papai chama os seis filhos para a ceia de Natal. Mamãe preparou a mesa com simplicidade e também um delicioso peixe para o jantar.  Cantamos hinos de Natal, acompanhamos a leitura e explicação do texto dos pastores de Belém, oramos, jantamos e logo após trocamos pequenas lembrancinhas compradas com nossas mesadas. Papai achava importante demonstrarmos amor para com todos. Às 22:00h já estávamos todos dormindo após trocarmos palavras de Feliz Natal.


2.    Quando o aniversariante do mês passou a fazer parte dessas comemorações?

Jesus, o aniversariante, sempre esteve presente como o verdadeiro motivo do Natal. Aos seis anos de idade participei da encenação natalina na escola, Colégio Batista Shepard, sendo Maria. Foi muito linda essa experiência. O momento foi rápido mas significou muito para mim  e meus colegas. O bebezinho da manjedoura foi quem mais chamou a atenção de todos.


3.    Como eram as programações natalinas na sua igreja, durante a sua juventude? Gostaria de mencionar alguma que tenha marcado a sua vida de modo especial?
O culto das 11 horas da manhã na Igreja Batista da Esperança sempre era aguardado por todos. Pr David Gomes chamava sempre a família para a saudação natalina, e na maioria das vezes, mesmo sendo tímida eu ia à frente representando a família. No mesmo dia 25, aconteciam as encenações e cantatas de Natal. Ah, também não posso esquecer do encontro da família com amigos em nossa casa após o culto das onze horas.

 

4.    A irmã na fase adulta, continua a celebrar o Natal de Jesus? Como têm sido seus últimos natais? Que atividades têm permanecido inalteradas?

Sim, celebramos o Natal de Jesus em família e na igreja.  Sempre estou envolvida na preparação de Cantatas e encenações natalinas. Acho importante também ter alguma decoração natalina em casa e na igreja que lembre que estamos celebrando a vinda de Jesus, nosso Salvador ao mundo. Para mim, não importa se 25 de dezembro é a data correta ou não. O importante é o evento em si. A cada Natal planejo estar com a família e amigos. Às vezes não há nem troca de lembrancinhas, mas não podem faltar o agradecimento a Deus por ter enviado Jesus pra nos salvar, lindas canções natalinas e textos bíblicos referentes ao Messias.

 

5.    O que a irmã diria para o nosso leitor que sente a falta de algum ente querido neste Natal?
Jesus nos trouxe a esperança da vida eterna, então existe a possibilidade de um dia reencontrarmos com Ele e com todos os que entregaram suas vidas a Jesus Cristo. Talvez você leitor, não esteja festejando mais o Natal por causa da perda de alguém muito querido. Quero dizer pra você que Jesus entende você e não lhe cobra nada, mas como Ele é a “Alegria dos homens”, procure adorá-lo, pois, Ele nasceu, viveu entre nós e morreu por você e eu para que tivéssemos vida. Se deixarmos de celebrar o Natal de Cristo, o mundo tirará as luzes das ruas e corremos o risco de perdermos até a lembrança de que um dia Deus nos amou tanto, que enviou Jesus pra nos salvar e nos tirar das trevas e trazer para a verdadeira luz.

 

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes

11/11/2019

4/11/2019

21/10/2019

Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil