O CONSUMISMO E O LAR CRISTÃO

O mundo ergue diariamente um templo ao consumismo. É o deus Mamom, citado por Jesus no passado. Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. (Lc16:13)Todos os dias as propagandas buscam seduzir as famílias, empurrando-lhes uma série de coisas desnecessárias e absolutamente inúteis. Algumas providências podem ajudar a família na detecção das tentações consumistas e a gerir com sabedoria e prudência os recursos dados por Deus para o seu sustento.
 
São elas:
 
1) NUNCA ASSUMIR DÍVIDAS SEM O COMUM ACORDO - O orçamento deve ser administrado pela família. Há coisas simples que podem ser decididas sem maiores dificuldades. Porém, quando o valor de uma despesa for grande, toda a família deve entrar em acordo. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. (Fp 2:3)
 
2) NÃO ABUSAR DO CARTÃO DE CRÉDITO OU CHEQUE ESPECIAL - Cartões de crédito e cheque especial são maneiras de tomar emprestado e pagar fortunas de juros e serviços aos banqueiros. Um bem pago em doze vezes no cartão de crédito, nos dias atuais, custará três ou quatro vezes aquele mesmo preço original. Teria sido muito mais econômico e correto diante dos bens limitados da família ajuntar primeiramente o recurso e então pagar de uma vez só, sem tornar-se escravo do banqueiro. Quem contrai dívidas, usa o crédito alheio e não consegue honrar o compromisso no tempo certo, levará o nome de mau pagador e dará mau testemunho de Cristo. O ímpio toma emprestado, e não paga;  (Sl 37:21)
 
3) NUNCA USAR OS SERVIÇOS DOS AGIOTAS - Além de ser uma prática criminosa, é um risco à integridade da família e do patrimônio existente. Portanto, que a família proíba veementemente o uso de empréstimos de terceiros a juros exorbitantes.
 
4) NÃO SE ENDIVIDAR NA FAMÍLIA OU NA IGREJA - Exceto em casos extremos (um acidente, um hospital de urgência),  não se deve aborrecer os irmãos ou os famíliares com dívidas e compromissos de casa. Precisamos estar contentes e saber viver com o que temos e não com o que gostaríamos de ter. Portanto, é melhor não comprar ou fazer do que usar o dinheiro alheio para isso. Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. (Hb 13:5)
 
5) NÃO CEDAM ÀS NOVIDADES - Celulares famosos e de último tipo, máquinas de ginástica ou equipamentos complexos, mobiliário dispendioso e supérfluo, eletrodomésticos ou roupas de grife, caríssimas e de ostentação. Temos que dizer não ao consumismo. Há coisas que são INDISPENSÁVEIS, mas a grande maioria delas não passa de CAPRICHO, VONTADE DESMEDIDA, GASTO SUPÉRFLUO. Deus não abençoa o usurário e o que gasta com coisas caras e desnecessárias. Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. (Fp4:11); Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer?  (Is 55:2)
 
6) COMER FORA COM PRUDÊNCIA - Hoje há meios de se comer bem, em família e com economia. Não devemos gastar tudo com restaurantes, lanchonetes ou frivolidades. Uma refeição individual em um restaurante caro pode custar tanto um jantar para toda a família em um local mais simples. Não devemos gastar o dinheiro que Deus nos dá à toa.   E ele, chamando-o, disse-lhe: Que é isto que ouço de ti? Dá contas da tua mordomia, (Lc 16:2)

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes

21/10/2019

14/10/2019

Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil