JESUS CHAMA OS PRIMEIROS DISCÍPULOS

(Usado com permissão)
http://evangelhodofilhodedeus.blogspot.com.br/
 

 

LUCAS 5:1-11  ( Mateus 4:18-22; Marcos 1:16-20 )

V.1 – Aconteceu que, ao apertá-lo a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré;
V.2 – e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes.
V.3 – Entrando em um dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da praia; e, assentando-se, ensinava do barco as multidões.
V.4 – Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar.
V.5 – Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sobre a tua palavra lançarei as redes.
V.6 – Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixe; e rompiam-se-lhes as redes.
V.7 – Então fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos ao ponto de quase irem a pique.
V.8 – Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor,retira-te de mim, porque sou pecador.
V.9 – Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros,
V.10- bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas: doravante serás pescador de homens.
V.11- E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram.


Antes de comentar o texto de Lucas selecionado,vamos fazer algumas considerações sobre as passagens paralelas de Mateus e Marcos.

Mateus 4:18-22

V.18 – Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam rede ao mar, porque eram pescadores.
V.19 – E disse-lhes: Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens.
V.20 – Então eles deixaram imediatamente as redes, e o seguiram.
V.21 – Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu e João seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os.
V.22 – Então eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram.

1)    Primeiramente Jesus viu os irmãos Simão e André, que lançavam redes ao mar. Eles estavam pescando.
2)    Em seguida chamou-os para O acompanharem, dizendo que os faria pescadores de homens.
3)    Eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram.
4)    Mais adiante, viu os irmãos Tiago e João, filhos de Zebedeu, que estavam no barco com seu pai, consertando as redes.
5)    Jesus os chamou e, no mesmo instante, eles deixaram o barco e seu pai e o seguiram.

Marcos 1:16-20


V.16 – Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu os irmãos Simão e André, que lançavam a rede ao mar, porque eram pescadores.
V.17 –Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
V.18 – Então eles deixaram imediatamente as redes, e o seguiram.
V.19 – Pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão que estavam no barco consertando as redes.
V.20 – E logo os chamou. Deixando eles no barco a seu pai Zebedeu com os empregados, seguiram após Jesus.
1)    Jesus viu Simão e André, que lançavam a rede ao mar, porque eram pescadores.
2)    Ele os chamou para segui-Lo, dizendo que os faria pescadores de homens.
3)    Pouco mais adiante viu os irmão, Tiago e João, que estavam no barco com seu pai, Zebedeu, consertando as redes.
4)    Logo Jesus os chamou e eles o seguiram, deixando para trás o barco e seu pai.

Vejamos como Lucas narra os fatos: ele superpõe os acontecimentos relatados por Mateus e Marcos, em uma só narrativa. Nós entendemos que agora aconteceu o chamado definitivo para estes discípulos estarem efetivamente juntos com o Mestre. O fato daqueles pescadores serem descritos deixando imediatamente as redes, ou consertando-as no barco parado, pode indicar a pré-disposição que eles tinham de seguir a Jesus, o que foi confirmado depois da pesca maravilhosa que os levou a uma decisão definitiva e imediata.

É importante notar que Pedro ocupa posição de destaque no relato de Lucas: os versos 1 e 3 afirmam que, ao ser apertado pela multidão, Jesus entrou no barco de Pedro e pediu-lhe que afastasse o barco um pouco da praia. Então, assumindo a postura de um mestre daquela época, Ele assentou-se para ensinar a multidão. Acabando de falar, foi a Pedro que Ele se dirigiu, ordenando-lhe que fosse com o barco mais para dentro do lago, e que lançassem as redes. Apesar do protesto, Pedro foi obediente e atendeu à ordem. Ao ver a quantidade de peixes que apanharam, Pedro, cheio de temor, foi o que se prostrou aos pés de Jesus para adorá-lo, reconhecendo a sua condição humana de pecador e o poder sobrenatural do Mestre.

Qual seria a razão para este discípulo ter sido posto em destaque na narrativa de Lucas? É que Lucas escreveu o seu Evangelho cerca de 30 anos após estes acontecimentos. Ele percebeu a preeminência que Pedro alcançou entre os outros discípulos durante o ministério de Cristo. Este fato é comprovado pelos  quatro Evangelhos e pelo livro de Atos que ele mesmo escreveu. Assim ele projeta uma imagem virtual de Pedro, antecipando a sua posição relevante entre os seus companheiros. Tiago e João são mencionados brevemente, só no final do texto. Mas Lucas não atribui isto a qualidades excepcionais de Pedro, pois ele teve algumas falhas durante o seu ministério, aliás, como qualquer um de nós e, talvez, muito menos. Lucas atribui isto ao apoio que ele recebeu do Mestre desde o início, como se percebe neste relato. Só Cristo conhece cada um de nós e sabe qual a posição que devemos ocupar no Seu propósito.
A quantidade de peixes apanhados ali é um sinal de que a presença de Jesus no ministério dos Seus discípulos traz resultados surpreendentes na tarefa de pescar almas para o reino de Deus. Não foi à toa que aqueles discípulos ficaram convencidos e deixaram tudo para trás para seguir a Jesus.

(continua)

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes
Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil