MINISTÉRIO DE LOUVOR

Texto bíblico: Ex 15, Mt 26, Rm 8


A Bíblia constantemente exorta o povo de Deus a louvar ao Senhor.  O AT emprega três palavras básicas para conclamar os israelitas a louvarem a Deus: a palavra barak (também traduzida “bendizer”); a palavra balal (da qual deriva a palavra “aleluia”, que literalmente significa “louvai ao Senhor”); e a palavra yadah (às vezes traduzida por “dar graças”).


O primeiro cântico na Bíblia, entoado depois de os israelitas atravessarem o mar Vermelho, foi, em síntese, um hino de louvor e ação de graças a Deus. Moisés instruiu os israelitas a louvarem a Deus pela sua bondade em conceder-lhes a terra prometida. O cântico de Débora, por sua vez, congregou o povo expressamente para louvar ao Senhor. A disposição de Davi em louvar a Deus está gravada, tanto na história da sua vida, como nos salmos que escreveu (9.1,2; 18.3; 22.23; 52.9; 108.1, 3; 145). Os demais salmistas também convocam o povo de Deus a, enquanto viver, sempre louvá-lo (33.1,2; 47.6,7; 75.9; 96.1-4; 100; 150). Finalmente, os profetas do AT ordenam que o povo de Deus o louve. O chamado para louvar a Deus também ecoa por todo o NT. O próprio Jesus louvou a seu Pai celestial. Paulo espera que todas as nações louvem a Deus e Tiago nos conclama a louvar ao Senhor. E, no fim, o quadro vislumbrado no Apocalipse é o de uma vasta multidão de santos e anjos, louvando a Deus continuamente. Louvar a Deus é uma das atribuições principais dos anjos e é privilégio do povo de Deus, tanto crianças, como adultos. Além disso, Deus também conclama todas as nações a louvá-lo. Isto quer dizer que tudo quanto tem fôlego está convocado a entoar bem alto os louvores de Deus. E, se tanto não bastasse, Deus também conclama a natureza inanimada a louvá-lo — como, por exemplo, o sol, a lua e as estrelas; os raios, o granizo, a neve e o vento; as montanhas, colinas, rios e mares; todos os tipos de árvores e todos os tipos de seres vivos . 

 

Há várias maneiras de se louvar a Deus. O louvor é algo fundamental na adoração coletiva prestada pelo povo de Deus. Tanto na adoração coletiva como noutros casos, uma maneira de louvar a Deus é cantar salmos, hinos e cânticos espirituais. O louvor mediante instrumentos musicais também se faz presente, e, neste particular o AT menciona instrumentos variados, de sopro, como chifre de carneiro e trombetas, flauta; instrumentos de cordas, como harpa e lira, e instrumentos de percussão, como tamborins e címbalos. Podemos, também, louvar a Deus, ao falar ao nosso próximo das maravilhas de Deus para conosco, pessoalmente. Davi, por exemplo, depois da experiência do perdão divino, estava ansioso para relatar aos outros, o que o Senhor fizera por ele. Outros escritores bíblicos nos exortam a declarar a glória e louvor de Deus, na congregação do seu povo e entre as nações. Pedro conclama o povo de Deus “para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1Pe 2.9). Noutras palavras, a obra missionária é um meio de louvar a Deus.

 

O crente que vive a sua vida para a glória de Deus está a louvar ao Senhor. Jesus nos relembra que quando o crente faz brilhar a sua luz, o povo vê as suas boas obras e glorifica e louva a Deus. De modo semelhante, Paulo também mostra que uma vida cheia de frutos da justiça louva a Deus.

 

O louvor é o principal objetivo da nossa vida. Deus nos criou para a adoração. Deus nos criou para o maior de todos os prazeres: glorificar a Deus e gozá-lo para sempre.

 

O louvor é o principal propósito do culto. Não devemos chegar a Deus simplesmente para buscar as bênçãos. Deus é o centro de tudo. Devemos entrar pelos portais do seu santo templo adorando. Ele é digno de toda adoração.

 

A Bíblia afirma que o nosso Deus habita no meio dos louvores! Ele manifesta o seu poder no meio do seu provo. Ele é o nosso louvor e o nosso Deus!

 

Quando estamos tristes, ele nos manda louvar o seu nome e nos consola! Quando estamos cansados, também louvamos o seu nome e ele nos fortalece! Louva, louva ao teu Senhor, pois ele se agrada do teu louvor! Ele se agrada quando nós dizemos que o amamos! Ele se alegra quando nós o exaltamos! Quando o povo louvou, Deus lhes deu vitória e os inimigos foram desbaratados! E o louvor é uma arma de vitória, pois o Senhor Jeová, Ele é o teu louvor e o teu Deus!

 

Jamais podemos deixar de louvar a Deus. Deus é o nosso louvor. Deus existe de eternidade em eternidade. O nosso louvor deve ser constante: pela manhã e à noite; na luta e na vitória; na bonança e na tribulação! Pois o Senhor pôs um novo cântico em nossa boca. 

 

Quais as razões para louvar a Deus? Analisando o Salmo 105 podemos destacar algumas razões que nos levam a  a louvar o Criador. 

 

O louvor a Deus nos proporciona o privilégio da oração, pois o salmista exclama: “Louvai ao Senhor e invocai o seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos. Gloriai-vos no seu santo nome; alegre-se o coração daqueles que buscam o Senhor. Buscai ao Senhor e a sua força; buscai a sua face continuamente.”

 

Quando louvamos a Deus manifestamos suas obras entre os homens: “Louvai ao Senhor e invocai o seu nome: fazei conhecidas as suas obras entre os povos.”

 

O louvor a Deus nos faz ver as sua maravilhas: “Cantai-lhe, cantai-lhe salmos; falai de todas as suas maravilhas; Lembrai-vos das maravilhas que fez, dos seus prodígios e dos juízos da sua boca.”

 

O louvor a Deus realça o santo nome do Senhor: “Gloriai-vos no seu santo nome; alegre-se o coração daqueles que o buscam.”

 

A força de Deus é manifesta no louvor: “Buscai ao Senhor e a sua força.”


Também louvamos a Deus porque Ele nos ajuda, está conosco, é a nossa salvação, a sua benignidade dura para sempre, ele nos ouve e, acima de tudo, porque Ele é bom.

 

Assim, louvaremos ao Senhor de todo nosso coração e o faremos na Casa do Senhor, pois a sua justiça dura para sempre, todos os seus mandamentos são seguros e o seu nome é santo e tremendo.

 

Interessante que uma das razões para o louvor a Deus é expressa em Sl. 111.10 desta forma: 
“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que lhe obedecem; o seu louvor permanece para sempre.” O crente não deve passar um só dia sem louvar e agradecer a Deus por suas bênçõas e dons a nós concedidos. Ele é nosso Criador, Redentor e Provedor. “ Louvarei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca” (Sl. 34.1).  Amém!

 

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes
Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil