O PAPEL DE CADA UM NO LAR CRISTÃO

Na cerimônia do meu casamento eu tive o privilégio de ouvir uma linda canção. A letra dizia assim: “Hoje aqui neste altar, pedimos Tua bênção, Pai, para o lar que vai nascer”. E, de fato, Deus me deu um lar maravilhoso. Tenho uma esposa fiel ao Senhor, companheira de todas as horas, e duas lindas crianças, razão de minha felicidade.

 

Para que um lar seja feliz é necessário que os papéis de cada um sejam estabelecidos. A sociedade moderna, guiada por Satanás, busca destruir os valores originais do lar e acaba por mudar as responsabilidades, criar bloqueios e estabelecer conflitos. Outrossim, inventam outros tipos de família que não a originária do Senhor Deus, criador. Deus não criou um homem e duas mulheres, ou duas mulheres e um homem, ou uma dupla masculina ou uma dupla feminina. Assim diz a Bíblia: E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. (Gn 1:27). Um casal abençoado por Deus deve ser constituído de um homem e de uma mulher, e deve ser monogâmico. Nos dez mandamentos encontramos esta ordem divina: Não adulterarás. (Ex 20:14). Diante disto temos então 4 papéis a descrevermos, para que o lar seja segundo o coração de Deus: 

 

1 – O PAPEL DO MARIDO – Ao marido cabe a chefia da família, ser o cabeça do lar.Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. (Ef 5:23). Para que uma família seja bíblica o marido deve assumir o seu papel. Certamente que há mulheres que são viúvas ou mães solteiras; estas têm sob sua responsabilidade grandes tarefas; mas o querer divino nunca foi o de que um pai ou uma mãe criassem sozinhos os seus filhos.  E o que é ser o cabeça do lar? É ser como Jesus: dar a sua vida pela esposa. Isto significa amá-la, respeitá-la, sustentá-la, supri-la, entendê-la. Significa também tomar as decisões familiares. Ele, hierarquicamente, tem o papel de líder. Famílias onde este papel está trocado não estão nem felizes e nem andando como o Criador deseja. Mulheres podem (e quase sempre hoje possuem) carreiras profissionais fora de casa. Às vezes ganham mais do que os maridos. Isto não deve torná-las orgulhosas ou chefes, mas co-participantes da família, submissas ao esposo. Maridos preguiçosos, irresponsáveis, gastadores, não ocupam o padrão que Deus lhes deu.

 

2- O PAPEL DA ESPOSA – A esposa é auxiliadora, administradora do lar e mãe. Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos. (Pv 14:1). Uma mulher sábia é capaz de reverter um lar em ruínas. Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça. (Pv 31:27). Ela cuida da casa, ainda que trabalhe fora. Seu marido é feliz. Ela não concorre com ele, mas une-se a ele no afã de manter um lar bem suprido, guiado e orientado. Ela não o agride, mas lhe faz bem. Ser mãe também é uma dádiva, quando Deus lhe permite tal bênção.Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação (1Tm 2:15).  Benditas são as mães cristãs!

 

3 – O PAPEL DOS FILHOS – Os filhos de um casal cristão devem ser a reprodução do amor e da educação recebida pelos pais. Contudo, por ter Deus concedido a cada um o livre arbítrio (limitado, mas real), nem sempre os filhos obedecem ou acatam o que os pais orientam. O filho pródigo foi um exemplo e Adão foi outro. Isso não desmerece a importância do papel dos filhos, cujo patrono é o próprio Senhor Jesus Cristo, que recebeu do Pai as seguintes palavras: E ouviu-se uma voz dos céus, que dizia: Tu és o meu Filho amado em quem me comprazo. (Mc 1:11). Como é maravilhoso um filho que traz alegria aos pais! O filho sábio atende à instrução do pai; mas o escarnecedor não ouve a repreensão. (Pv 13:1). Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. (Ef 6:1). Um bom filho respeita aos pais, trata-os com consideração; cuida deles quando preciso; não gasta à toa os recursos disponíveis; busca ser trabalhador; não anda em rebelião e em antagonismo com as orientações paternas; não age com agressividade e nem com vingança.
 
4 – O PAPEL DOS PAIS – Cabe aos pais transmitirem valores permanentes para a vida de seus filhos. Tais valores são transmitidos através do exemplo, do afeto, das palavras, dos ensinamentos, do contínuo viver tranquilo nos caminhos santos do Senhor. Educa-se mais no silêncio do que no meio de muitas palavras. Um filho aprende a enfrentar os problemas ao olhar para a maneira com que os seus pais os enfrentam. Filhos aprendem a lerem a bíblia e a orarem através da prática que encontram em seus pais. Por fim, filhos têm em seus pais a âncora da vida. E que tipo de âncora somos? Somos chamados a darmos prioridade nos cuidados com os filhos, antes de darmos atenção a nós mesmos. 
 
Vamos ocupar os papéis que nos são devidos na estrutura de um autêntico lar cristão? Que Deus nos abençoe! Amém!

 

FACEBOOK
TWITTER
Please reload

Publicações Recentes
Please reload

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil