O QUE O LIVRO DE PROVÉRBIOS ENSINA SOBRE DEUS

(Adaptado e alterado de: The way of the wise: Studies in the Book of Proverbs (lesson 7), de Robert Deffinbaugh - Community Bible Chapel. Tradução e adaptação livre. Textos bíblicos: Almeida revisada - IBB).


I – DEUS TUDO SABE


Provérbios fala da grandeza de Deus. Ele é grande no que Ele conhece e Ele é grande no Seu poder. A onisciência de Deus significa que Ele tudo sabe, mas Provérbios especifica algumas das áreas cobertas pela onisciência dEle:


1. Deus conhece as realizações de todos, sejam eles bons ou maus.


Porque os caminhos do homem estão diante dos olhos do Senhor, o qual observa todas as suas veredas. (5:21)


Os olhos do Senhor estão em todo o lugar, vigiando os maus e os bons. (15:3)


2. Deus conhece o coração de cada pessoa e avalia as suas motivações mais íntimas

O Seol e o Abadom estão abertos perante o Senhor; quanto mais o coração dos filhos dos homens! (15:11)


Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos; mas o Senhor pesa os espíritos. 16:2)


II – DEUS TUDO PODE


Deus é todo poderoso. Nada está além do seu controle. Ele é capaz de cumprir o que Ele determinar. Ninguém pode fazer fracassar a vontade de Deus.


1. Mesmo os reis, as mais poderosas criaturas do mundo antigo estavam sujeitas à Sua vontade.

Como corrente de águas é o coração do rei na mão do Senhor; ele o inclina para onde quer. (21:1)


2. Mesmo o perverso, que se rebela contra Deus cumprirá a vontade de Deus

O Senhor fez tudo para um fim; sim, até o ímpio para o dia do mal. (16:4)


3. Pela Sua vontade as batalhas são ganhas e até o que depende de sorte está sob Seu controle

O cavalo prepara-se para a batalha, mas do Senhor vem a vitória. .(21:31)


A sorte se lança no regaço; mas do Senhor procede toda a disposição dela. (16:33)


4. O controle de Deus abrange até as nossas palavras e os nossos passos

Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor. (16:1)


O coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos. (16:9)


5. Deus só pode ser conhecido quando Ele mesmo se decide revelar-se

Na verdade que eu sou mais estúpido do que ninguém; não tenho o entendimento do homem, não aprendi a sabedoria, nem tenho o conhecimento do Santo. Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Mas amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho? Certamente o sabes! (30:2-4)


Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor; como, pois, poderá o homem entender o seu caminho ? (20:24)


6. Ele está sempre consciente das necessidades dos retos e atento a elas

O Senhor não deixa o justo passar fome; mas o desejo dos ímpios ele rechaça. (10:3)


7. Ele não permitirá que maldade e injustiça fiquem impunes, nem bondade sem recompensa

quem escarnece do pobre insulta ao seu Criador; o que se alegra da calamidade não ficará impune. (17:5)


quem se compadece do pobre empresta ao Senhor, que lhe retribuirá o seu benefício. (19:17)


III- DEUS JULGARÁ A TODOS


De nada aproveitam as riquezas no dia da ira; porém a justiça livra da morte. (11:4)

Se disseres: eis que não o sabemos ; porventura aquele que pesa os corações não o percebe? e aquele que guarda a tua vida não o sabe? E não retribuirá a cada um conforme a sua obra? (24:12)


Decerto o homem mau não ficará sem castigo; porém a descendência dos justos será livre. (11:21)


Senhor fez tudo para um fim; sim, até o ímpio para o dia do mal.(16:4)


Quem é fiel na retidão encaminha para a vida, e aquele que segue o mal encontra a morte. (11:19)


Do fruto das suas palavras o homem se farta de bem; e das obras das suas mãos se lhe retribui. (12:14)


O que faz com que os retos se desviem para um mau caminho, e ele mesmo cairá na cova que abriu; mas os inocentes herdarão o bem. (28:10)



IV– O QUE DEUS AMA E O QUE ELE ABOMINA


1. Deus ama o justo, mas odeia o perverso

Porque o perverso é abominação para o Senhor, mas com os retos está o seu segredo. A maldição do Senhor habita na casa do ímpio, mas Ele abençoa a habitação dos justos. (3:32-3)


O caminho do ímpio é abominável ao Senhor; mas Ele ama ao que segue a justiça. (15:9)


2. Deus ama aquele de bom coração, mas odeia o que planeja o mal, bem como o seu plano

O homem de bem alcançará o favor do Senhor; mas ao homem de perversos desígnios ele condenará. (12:2)


Os desígnios dos maus são abominação para o Senhor; mas as palavras dos limpos lhe são aprazíveis. (15:26)


3. Deus ama a honestidade nos negócios, mas despreza a desonestidade

A balança enganosa é abominação para o Senhor; mas o peso justo é o seu prazer. (11:1)


4. Deus ama os que são íntegros, mas odeia os de coração perverso

Abominação para o Senhor são os perversos de coração; mas os que são perfeitos em seu caminho são o seu deleite. (11:20)


5. Deus ama os que têm palavras de verdade, mas odeia os mentirosos e os cheios de falsidade

Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor; mas os que praticam a verdade são o seu deleite. (12:22)


6. Deus ama os que O buscam sinceramente, mas odeia os que praticam a religião por ritual

O sacrifício dos ímpios é abominável ao Senhor; mas a oração dos retos lhe é agradável. (15:8)


7. As sete coisas que não agradam a Deus.

Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos. (6.16-19)


Estas características de Deus nos ajudam a compreender a vontade dEle para as nossas vidas, pois somos desafiados a buscar o que Deus gosta e a odiar o que Deus odeia.



V - PROVISÕES DE DEUS PARA A MINHA VIDA


1. Devo humilhar-me diante dEle e confessar meus pecados


que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. (28:13)


Abominável é ao SENHOR todo arrogante de coração; é evidente que não ficará impune. (16:5)



2. Devo crer na Palavra de Deus


Inclina os teus ouvidos e ouve as palavras dos sábios, e aplica o teu coração ao meu conhecimento. Porque será coisa suave, se os guardares no teu peito, se estiverem todos eles prontos nos teus lábios. Para que a tua confiança esteja no Senhor a ti tos fiz saber hoje, sim, a ti mesmo. Porventura não te escrevi excelentes coisas, acerca dos conselhos e do conhecimento, para te fazer saber a certeza das palavras de verdade, para que possas responder com palavras de verdade aos que te enviarem? (22:17-21)


Toda a palavra de Deus é pura; ele é um escudo para os que nele confiam. (30:5)


quem despreza a palavra traz sobre si a destruição; mas o que teme o mandamento será galardoado. (13:13)




3. Não devo continuar confiando em mim mesmo, mas confiar unicamente em Deus


Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal. (3:5-7)


Torre forte é o nome do Senhor; para ela corre o justo, e está seguro. (18:10)


O receio do homem lhe arma laços; mas o que confia no Senhor está seguro. (29:25)



4. Devo abandonar a minha tolice e buscar servir a Deus e aos meus semelhantes.


Deixai a insensatez e vivei; e andai pelo caminho do entendimento. (9:6)


Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao pescoço; escreve-as na tábua do teu coração e acharás graça e boa compreensão diante de Deus e dos homens. ( 3. 3-4)


5. Devo aceitar a sua correção.


Filho meu, não rejeites a disciplina do SENHOR, nem te enfades da sua repreensão. Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem. (3.11-12)


VI - E PARA CONCLUIR


1. Cada um é obrigado a decidir se quer ou não escolher o caminho da sabedoria através do confessar os seus pecados, abandonar o caminho do mal e confiar em Deus.


2. Buscar a Deus deve ser o objetivo maior da vida, visto que a Sua presença vale mais do que tudo.


A bênção do SENHOR enriquece, e, com ela, ele não traz desgosto (10.22)


O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade (10.29)


O que atenta para o ensino acha o bem, e o que confia no SENHOR, esse é feliz. (16.20)


3. Aqueles que tem se decidido pelo caminho da sabedoria devem ter a obrigação de mostrar o caminho para todos os que nele não estão.


O fruto do justo é a árvore da vida; e o que ganha almas sábio é. (11:30)


O justo é um guia para o seu próximo; mas o caminho dos ímpios os faz errar. (12:26)


O ensino do sábio é uma fonte de vida para desviar dos laços da morte. (13:14)

Publicações Recentes

Tel.: (21) 2253-2849 / 2223-3288  |  E-mail: contato@ebaronline.com.br

© 2017 Escola Bíblica do Ar - Todos os direitos reservados.​

​Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil