QUEM ESCOLHE O LUGAR E O PRESENTE É DEUS

Quando éramos bem pequenos, na casa dos meus pais havia datas quando podíamos fazer planos para determinadas celebrações. Raras, bem raras, mas ainda as havia. Era-nos permitido escolher onde desejávamos ir em ocasião especial e até o presente a ganhar. Era solene a pergunta e bem entusiasmada a resposta. Mais alegre, ainda, a saída para a compra, restaurante ou o passeio. Tudo era festa. Dia de muito regozijo.

O povo de Israel foi educado diretamente pelo Senhor, assim como nós o somos hoje, quando lemos a Palavra de Deus e nos movemos direcionados pelo Espírito Santo. Um dos exemplos claros que temos foi registrado no livro de Deuteronômio 26:1-2, onde lemos: “Ao entrar na terra que o Senhor, seu Deus, lhe dá por herança, ao possui-la e morar nela, você deve pegar as primícias de todos os frutos que colheu na terra que o Senhor, seu Deus, lhe deu, colocá-los num cesto e ir ao lugar que o Senhor, seu Deus, escolher para ali fazer habitar o seu nome.” (NAA).

Exatamente o que lemos: a escolha do presente e do lugar da adoração precisava ser de Deus. Ao homem cabia o dever de seguir as instruções com muito zelo.

Muito tempo que gastamos pensando estar oferecendo algum presente a Deus é ilusão nossa. Muito trabalho executado a partir das nossas ideias também. Não por acaso vemos o resultado pífio da colheita, É necessário consertar isto. QUEM ESCOLHE O LUGAR E O PRESENTE É DEUS. Nosso papel é buscá-lo e aguardar a resposta.

Publicações Recentes