SÉRIE: CONSOLO NOS SALMOS (NÚMERO: 117)

Tantas pessoas sofrem de insônia, não conseguindo conciliar o seu sono! Também pudera! O celular não cessa de trazer notícias ruins, mensagens de amigos, propagandas indesejadas, vídeos de tragédias e coisas do gênero. Quando não, as pessoas gastam parte de sua noite a assistir a novelas que enchem a mente de promiscuidade, de vaidade, de elementos nocivos à vida cristã. Outras vezes perdem tempo com filmes violentos, de terror, de sensualidade ou de futilidades. Como conseguir dormir? Então correm para os remédios de tarja preta e empanturram-se de químicas, que exigem mais e mais quantidades para conseguirem ter efeito satisfatório.


Quanta diferença na vida de quem escreveu o Salmo 63! O Rei Davi disse no versículo 63.6: “No meu leito, quando de ti me recordo, e em ti medito, durante a vigília da noite”. Sim, esse rei, por mais pecador que tenha sido, imperfeito e cheio de erros, era alguém que buscava em Deus refúgio para o sono, num país onde o risco de morrer num motim ou numa traição era imenso! As guerras aconteciam, os inimigos eram agressivos e muitos que participavam do governo desejavam o próprio rei morto, para que alguém de sua preferência ou eles mesmos tomassem o poder. Como dormir num ambiente assim? Davi diz: EU PENSO EM DEUS NO MEU LEITO!


Quem pensa em Deus ao dormir consegue ter paz no coração, pois Deus concede a Sua paz à alma que o busca de coração. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. (Jr 29:13). Buscar de coração é fazê-lo voluntariamente, fazê-lo vigorosamente e com interesse redobrado. Assim como uma pessoa espera ansiosamente para assistir ao jogo de sua preferência e o faz com voluntariedade, sem que ninguém a obrigue, assim um crente deve ter mais vontade ainda de encontrar-se com Deus, para pensar em Sua Palavra, meditar em Sua existência e desfrutar de Seu amor. Jesus Cristo, o nosso Salvador, o Filho Unigênito de Deus, chegava a gastar a madrugada toda em oração diante do Senhor. E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus. (Lc 6:12). Onde Ele achava tanto assunto para orar? Na comunhão e no relacionamento íntimo dia após dia. Assim nós devemos ser também: quanto mais conhecermos a Deus e tivermos interesse em meditar em Sua Palavra tanto mais teremos razões para pensar nEle quando nos deitarmos para o repouso. Ao invés de contar carneirinhos contaremos as bênçãos infindáveis que Ele já nos deu, a começar pela salvação em Cristo Jesus. Caro ouvinte, troque os interesses noturnos diversificados por um único e eficaz: pensar em Deus enquanto repousa em seu leito. Deus lhe dará paz e o sono lhe será uma bênção.

Publicações Recentes