ÁRVORE FRONDOSA

A Escola Bíblica do Ar possui um lindo acampamento, reservado para crentes que desejam desfrutar da comunhão com outros, descansar e também se aproximarem mais de Deus, em oração e estudo da Palavra. Há, naquele local, lindas flores e algumas árvores que enfeitam e tornam aquele local, lugar agradável.


Recentemente, um das árvores mais antigas morreu. Era bem frondosa, mas não resistiu às intempéries e ao tempo. Caiu. Um dia estava lá, no outro não estava. E, confesso, nos deixou com lágrimas nos olhos. Hoje, no local, colocamos mesas para refeições e brincadeiras.


Há uma outra árvore, no entanto, plantada no deserto da Judeia que surpreendeu os visitantes por ser frondosa, belíssima, apesar da sequidão que a envolvia. A princípio, o fenômeno foi estudado pelos curiosos. Como aquela árvore conseguia resistir, pergunta que tentavam responder.


Hoje o fenômeno já foi compreendido. A fonte de água que sustentava aquela árvore vinha de um aqueduto construído por Herodes, o Grande, há mais de dois mil anos. Ainda por conduzir água, o aqueduto permitia que a árvore vicejasse de forma tão exuberante.


E a vida do crente? Será que precisa ser como a árvore que caiu no acampamento da Ebar ou pode ser como a árvore que venceu a sequidão do deserto, porque soube encontrar água?


No salmo de número 1, lemos: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.”


Esta é uma afirmativa, não é uma pergunta, uma hipótese. Onde você decidiu buscar fonte para que a sua vida seja exuberante?

Publicações Recentes