top of page

CACHORRINHO DEDICADO

Toda manhã, antes de sair para os compromissos diários, faço caminhada de meia hora. Escolho dar voltas em uma grande praça que abriga também uma academia pública para a terceira idade. Enquanto faço meu exercício, distraio-me com a alegria das pessoas que se exercitam nos aparelhos ali instalados.

No entanto, dia após dia, observo um lindo cachorrinho. Belíssimo. Branco como a neve. Pequeno mas imponente. Ele está sempre ali ao lado do seu dono. Curiosamente, ele não fica amarrado a coisa alguma e nem tem guia na sua coleira azul, quase um peitoral.

​É um cachorro livre. Pode correr, pular, ir atrás dos outros animais, pois nada o prende ao dono. No entanto, ele fica ali, calmamente instalado, olhando para o seu dono fazendo exercícios. Quando há mudança de aparelho, ele se levanta e se posiciona próximo ao novo local. Faz isso muitas vezes, sempre olhando para seu dono. Ele contempla o “amigo” com olhar embevecido.

Quero ser assim com Jesus. Desejo ficar ao lado dele por amor. Sei que sou livre, mas gostaria de imitar aquele cachorrinho dedicado e me aproximar de Jesus com integridade e inteireza de coração. Quero experimentar o desejo do salmista, quando disse: “Quanto a mim, contemplarei a tua face na justiça; eu me satisfarei da tua semelhança quando acordar.” (Salmo 17.5).

bottom of page