top of page

QUANDO SOU FRACO

Paulo afirmou em 2 Coríntios 12.10:

“ Porque, quando sou fraco, então é que sou forte.”

Paulo havia passado por uma tremenda experiência espiritual. Mas com o objetivo de mantê-lo humilde, o Senhor o fez passar por uma forte aflição, chamada de “espinho na carne”. Paulo, então, orou por três vezes pedindo ao Senhor que removesse o “espinho”, mas Ele respondeu dando-lhe poder em sua fraqueza. Assim, Paulo encontrou o consolo e prazer espiritual de que precisava.

O mundo enfatiza a força. A força humana tende sempre apreciar a realização, a capacidade, o mérito, o orgulho e a independência de Deus. Mas Deus enfatiza os fracos e a fraqueza. As pessoas que querem apropriar-se da verdadeira vida com Deus, precisam aprender a descartar a força e abraçar a fraqueza.

É na fraqueza que se encontra o relacionamento com Deus. É na fraqueza que se gera a dependência dEle. É na fraqueza que O buscamos e O valorizamos mais. É no entendimento do valor da fraqueza que a força chega. Por isso, glorie-se na fraqueza. Alegre-se que sua força acabou, pois, isso lhe humilha e gera oportunidade de enxergar seus próprios limites, enquanto lhe conduz a vir ao Senhor e pedir por Sua inesgotável graça e força.

O pregador americano Randy Smith afirmou: “Pessoas humildes são fracas em si mesmas. Pessoas humildes, por causa dessa fraqueza, dependem do Senhor, e aqueles que dependem dEle são realmente fortes porque são fortes na força dEle e não na sua.” Assim, pare de viver em sua própria energia. Ela é finita e incapaz. Traga suas fraquezas ao Senhor; reabasteça-se nEle. Foi isso que Paulo aprendeu e fez, e foi por isso que enfaticamente afirmou, “… quando sou fraco, então é que sou forte.

bottom of page