top of page

ESCREVA POUCO!

Esta geração não lê textos grandes. Não só ela; seus pais desaprenderam a virtude da leitura.

Quando encontram um texto pequenino, de dois parágrafos no máximo então colocam-se a ler, caso seja interessante. Se tiver mais de dois deixam para o dia em que puderem (tradução: nunca!)

Boletins de igreja serviam de base para a preparação de livros teológicos. As meditações pastorais eram tão profundas, tão densas, que cobriam duas páginas do semanário. Hoje? São frases curtas, certeiras, dizem apenas o que o povo deseja ler e que não ocupe espaço no frágil cérebro humano, já ocupado demais com as mídias sociais.

Tudo tem que ser curto, fatiado, com linguagem nivelada por baixo. Se tiver alguma palavra difícil, que não tenha significado imediato detectado pelo Google, então não serve. As bíblias, por exemplo. Não foi suficiente a tal linguagem de hoje. A cada ano os editores inventam bíblias niveladas no idioma corrompido e paupérrimo das conversas virtuais, a ponto de desfigurar de uma vez o que realmente o texto diz.

Este meu artigo, por exemplo, se tiver mais escrita será dispensado pelo olhar do leitor, que só lê o que lhe baste. Curtinho, simples, politicamente correto e que não lhe traga mudanças, pois ninguém mais está aceitando mudar. Precisam da fé, mas uma fé que se adapte à incredulidade. Precisam de um cristo conivente, como dessa série ridícula que é campeã de audiência desta geração, mostrando um Jesus completamente impotente, construído pelas situações e que custou a seguir sua própria missão.

Vídeos têm que ser curtos, curtíssimos. Eles têm que dizer algo, encerrar e pronto. Nada com muita erudição, com introdução, com citações ou com reflexões. Estas estão reservadas para as horas e horas de futilidades que os criadores de conteúdo político, de fofocas de celebridades ou de discussão esportiva postam, levando milhões ao estado vegetativo de zumbis contemporâneos.

Eu tinha muito mais o que dizer, mas vou parar por aqui, porque senão nem este será lido. Aliás, este texto já se fez grande demais para a inteligência de muita gente...

Pastor Wagner Antonio de Araújo

Comentários


bottom of page